Quer visitar o presídio? Então vai ter que “manjar dos paranauê”

Salve, salve colegas!

Hoje fui conversar com um detento no CDP e como esperei um tempão na “recepção” em total ociosidade (por motivos óbvios eu estava sem celular), pensei na quantidade de coisas que fui obrigado a aprender na marra por não constarem nos livros acadêmicos.

Quer militar na seara criminal? Conhecimento teórico é ótimo mas não é tudo!  Pra trabalhar na área vai ter que manjar dos paranauê!
paranaue

Levar o Jumbo: Não se surpreenda quando a mãe/esposa/irmã do preso lhe perguntar qual é o dia certo pra levar o Jumbo. Trata-se de uma sacola para o preso, geralmente com artigos de higiene pessoal e que tem dia certo pra entregar. Então fica tranquilo que não tem nada a ver com avião, beleza?
giphy

Detector de Metais: Faz um favor? Não vai de calça larga! O detector de metais é tão rígido que é necessário tirar o cinto pra passar. Ah, e vai com uma meia nova pois também é preciso tirar o sapato e se ela estiver esburacada você vai passar carão!
maxresdefault

Número de Matrícula: Relaxa que não tem nada a ver com o cartório de registro de imóveis ou com a escola dos seus filhos,  é uma numeração que identifica o preso internamente. Os familiares precisam fazer uma carteirinha com este número para fazer visitas ao detento.
matricula

Cantar a Liberdade: Se teu cliente lhe perguntar quando vai cantar a liberdade fica tranquilo que ele não quer virar cantor ou participar de um karaokê, trata-se da expedição do alvará de soltura.
singer

Parlatório: É o local onde rola a conversa com seu cliente. Vocês ficam separados por um vidro e se falam através de um interfone. E por favor, não repita o meu erro em minha primeira visita ao presídio, quando o interfone estava quebrado e alem de gritar achei que apertando o botãozinho o detento iria escutar!
Prison-Visit (1)

Bonde:  Se a mãe/esposa/irmã do preso perguntar quando vai partir o bonde não se assuste, é o  furgão da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) que passa pelas ruas da cidade, com detentos dentro, escoltado por viaturas da polícia, geralmente para levar o presidiário ao julgamento.
bonde_antigo

Então é isso pessoal, não basta apenas conhecer de Direito, precisa entender algumas peculiaridades do dia a dia e parecer “descolado” perante o seu cliente.

Até a próxima!

Sobre o autor

tiagosilva
Você não está autorizado a visualizar esta parte
O campo App IDotherwise your plugin won't work.

Blog Desenvolvido por Primesoftwww.assimpassei.com.br | Todos os direitos Reservados